Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



quarta-feira, 14 de março de 2012

Romário pede desculpas a pessoas com HIV

Olhaí, pessoal. 
Se tem um parlamentar que está me surpreendendo de forma positiva, é o Romário. E surpresas positivas são muito bem vindas, especialmente do Congresso Nacional, pra variar um pouco. Já sabia de sua atuação na defesa dos direitos das pessoas com deficiência intelectual e agora vem esse pedido de desculpas que eu posso estar enganado, mas a mim soou bastante sincero.
Taí um aliado de grande potencial na luta contra a AIDS.
Beto Volpe

Descrição da imagem: caricatura do sorridente deputado trajando terno cinza, camisa branca, gravata azul listadinha e um par de sapatos pretos totalmente fora de moda.

 Romário pede desculpas a pessoas com HIV

O deputado federal e ex-jogador Romário pediu desculpas na terça-feira aos portadores de HIV pela sua página no Facebook. Isso aconteceu depois de um comentário seu sobre a saída de Ricardo Teixeira da CBF, no dia anterior. Ele havia escrito que estava comemorando a saída de Ricardo Teixeira, segundo ele, um "câncer no futebol brasileiro".

Ele continuou comentando sobre o novo presidente José Maria Marin, que teria furtado uma medalha na celebração do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, em janeiro. Romário alertou Marin: "Não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também".

Depois de pessoas terem se sentido ofendidas pela declaração sobre a AIDS, Romário se retratou. Veja o comunicado abaixo:

"Ontem, em um comentário sobre a CBF, fiz alusão a AIDS e algumas pessoas se sentiram ofendidas. Quero esclarecer aqui que em nenhum momento quis e nem quero desrespeitar, constranger, descriminar e muito menos causar revolta nessas pessoas. Quem acompanha meu mandato sabe exatamente qual é a minha luta aqui na Câmara. Direta ou indiretamente, pessoas HIV+ também fazem parte da minha bandeira. Usei uma expressão que quem realmente me conhece e entende meu linguajar, sabe que eu quis me referir a uma possível cura na confederação. Aos que se sentiram desrespeitados peço desculpa, de coração. Em especial, a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV, Comissão de Aids do Ministério da Saúde e CEDUS do Rio de Janeiro.

Com certeza isso não se repetirá. E com certeza, também, continuarei aqui lutando por vocês."

Um comentário: