Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

O Muro dos Andradas




Armando Gomes, eu e minha família sempre te admiramos, adotando vários de seus preciosos bordões e, sempre que possível, estamos ligados no Esporte por Esporte. Por esses motivos nos sentimos profundamente desconfortáveis ao vê-lo completamente constrangido pelo festival de asneiras, com todo o respeito à valorosa comunidade asinina, que o inominável a seu lado proferiu reiteradamente sobre São Vicente e seu 'lixo'.

Sim, nossa cidade está um lixo e a atual administração municipal provou que não se mistura Estado com religião, pois o resultado sempre será o atraso e o sofrimento do povo. Mas, ao ouvir o tom de desprezo pela cidade que empresta seu nome à ilha onde ele vive, decidimos deixar de ser telespectadores de vosso programa, enquanto esse monumento à ignorância, em seu sentido mais amplo, continuar a ocupar lugar na TV Santa Cecília, atitude extensiva ao restante da programação, da qual sentiremos muita falta.

Sabe, Armando, sou daquele tipo de calunga que se a pessoa diz 'Ilha Porchat em Santos' pela segunda vez já tem bronca, mas gosto muito de Santos. Foi em Santos que amadureci afetivamente, tenho várias e longevas amizades, estudei na gloriosa FACOS, com direito a ocupação do campus em plena ditadura militar. Utilizo vários serviços da cidade, especialmente na área cultural, pois a minha não consegue manter uma livraria aberta, sequer, então Santos é muito importante para mim.

Mas tem um tipo de santista, que graças aos deuses é minoria, que acha que mora na Barra da Tijuca, onde vive um tipo de carioca, igualmente em menor número, que tem certeza que mora em South Beach. Ou seja, esse povo, incluindo seu (sic) companheiro de bancada, é o fake do fake e, se pudesse, construiria o Muro dos Andradas, dividindo a Ilha de São Vicente em duas: a parte luxo e a parte lixo.

Ao lixo com ele!



P S: A ignorância do jovem senhor é tamanha, que ele desconhece que São Vicente foi enredo da Beija Flor de Nilópolis, a Deusa da Passarelas, no ano 2000, ou seja, quase no século passado. E foi vice campeã.