Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



quarta-feira, 25 de maio de 2011

Pé na Taba, galera!!!



Descrição da imagem: desenho da cúpula do Teatro Amazonas com duas grandes asas de penas brancas com uma bandeira brasileira estilizada como base e abaixo o nome do evento.


Pés e mente na Taba. O 5º Encontro Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS, a rolar entre amanhã e domingo, já demonstrou para mim o que eu esperava: presteza desde os primeiros contatos, um receptivo de primeira no aeroporto e hotel e a galera já a milhão, programando-se para as atividades vindouras. Como a chegada ao hotel foi já pela madruga acabei acordando tarde e perdendo o café da manhã. Após o almoço onde conheci os demais membros da comissão organizadora dei uma escapadela para conhecer o Teatro Amazonas, sonho antigo. E fui surpreendido pela notícia de que de hoje a sexta acontecerão os ensaios para a apresentação de sábado, ao ar livre (super estrutura armada na lateral do teatro), de trechos de peças líricas já apresentadas no Amazonas, como Tristão e Isolda, Caminho das Carmelitas e outros. Quem diria que os jovens me proporcionariam oportunidade tão rara.

Eu imaginaria. Pois foi com esse raciocínio que declarei, ao final da reunião das redes de pessoas com HIV ao encerramento do Congresso de Prevenção de Brasília, que a rede de jovens tem muito a ensinar às demais sobre o enfrentamento à epidemia. A juventude de hoje tem um componente essencial para o sucesso da luta: a rapidez. A presteza e agilidade dos 140 caracteres é a velocidade do vírus e creio seja o principal legado que se espera desse evento que, em minha visão, pode apresentar aos demais eventos políticos deste ano uma forma mais apaixonada e direta de se combater o HIV e muitos de seus efeitos colaterais.



Muita agitação, organização dos kits de material, listas disso e daquilo... E vi que todos terão o mesmo tratamento que eu: caloroso como Manaus e com direito a ópera!!! Visitem o site do encontro: http://encontromanaus2011.webnode.com/cedeca-pe-na-taba/



Parabéns ao CEDECA Pé na Taba do Amazonas, Rede de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/AIDS e todos os parceiros que possibilitaram esse encontro.



Hoje à noite a idéia é pirarucu, vamos ver...



Beto Volpe

Um comentário: