Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



quinta-feira, 3 de março de 2011

Agite em Paz, Júlio.

Com o tempo fica mais fácil conviver com a morte. A nossa morte. A perda de pessoas queridas ainda é muito dolorosa, ainda mais quando sabemos ser uma pessoa irmã de sangue. Resta continuar acreditando que tudo tem um sentido e um propósito, já que tudo é consequência de algo, a Natureza nos demonstra isso com frequência.
Com a passagem de Júlio Rodrigues, o Júlio da ONG Katiró de Manaus-AM perdem os amigos e amigas, companheiros e companheiras de luta pelos direitos humanos na área da Saúde. Mas perdem, também, as populações ribeirinhas, de fronteira e, especialmente, as pessoas vivendo com HIV não só da Amazônia, mas de todo o Brasil. Você fará falta entre nós, Júlio. Mas tenho certeza que irá agitar sua nova comunidade. Agite em Paz, meu amigo.
Beto Volpe
Descrição da imagem: laço da solidariedade na cor preta.

Um comentário:

  1. Júlio foi aprender agora no espaço da luz, tendo como holofote o brilho das estrelas!

    ResponderExcluir