Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



quarta-feira, 26 de março de 2014

Quase 40% das jovens brasileiras nunca ou quase nunca usam camisinha

Às vezes saem pesquisas dizendo que a juventude está usando mais a camisinha e coisa e tal. Sempre desconfiei delas, uma vez que vemos uma sociedade que vulgariza os riscos em prol da conveniência. Essa, sim, acho que reflete um pouco mais nossa realidade.
Beto Volpe


Uma pesquisa feita em todo o país e divulgada nesta quarta-feira (26) mostra que 38,2% das jovens de 14 a 25 anos nunca ou quase nunca usam camisinha. Entre os homens da mesma faixa etária, a proporção é de 29,6%. Considerando ambos os sexos, 34% negligenciam o uso de preservativo. 
Os dados são do 2º Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), divulgado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). A pesquisa contou com 4.600 pessoas com 14 anos ou mais de 149 municípios brasileiros. As entrevistas consideraram o uso no ano anterior às entrevistas, feitas em 2012. 
Do total de entrevistados, apenas 12% já doou sangue ou realizou exame de HIV. E 0,1% se declarou portador do vírus. 
Gravidez
O levantamento também mostra que 32% das adolescentes entre 14 e 20 anos já engravidaram. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), essa faixa etária faz a gravidez ser considerada precoce. De acordo com o 2º Lenad, 2% dos rapazes com 20 anos ou menos já são pais. 
O levantamento ainda apurou a incidência de interrupção da gravidez, tanto natural quanto por aborto. Do total de entrevistadas, 12,4% das jovens de 14 a 20 anos tiveram uma gestação interrompida. Entre mulheres de 20 a 25 anos, 14,8% tiveram a gestação interrompida.
Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário