Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Vacina erradica vírus da AIDS em macacos

É isso aí, pessoal. Nossa parte nessa história é cuidar bem de nosso corpitcho e manter o pensamento positivo, enquanto os cientistas fazem a parte deles. Não tem como dar errado!
Beto Volpe

Descrição da imagem: célula presa por uma pinça e sendo manipulada por outro instrumento.

Pesquisadores afirmam ter encontrado uma vacina que praticamente elimina o vírus da AIDS em macacos, e esperam testar uma versão em seres humanos em breve. A equipe da Universidade Health & Science do Oregon (OHSU) publicou os resultados na revista Nature.

“É sempre difícil confirmar uma erradicação viral, já que sempre pode restar alguma célula não analisada com o vírus”, pondera Louis Picker, do Instituto de Vacinas e Terapia Genética da OHSU, em entrevista à BBC. “Mas em geral, sob critérios extremamente rigorosos, não encontramos nenhum vírus remanescente no corpo dos macacos”.

Cerca de metade dos macacos reagiram à vacina, que foi criada com um vírus comum, geralmente inofensivo, denominado citomegalovírus ou CMV. Quando o CMV foi exposto ao SIV – o vírus da imunodeficiência símia, mais potente e similar ao HIV humano –, ele ativou uma célula T capaz de atacar o SIV, explicou Picker.

“Com esse método, pudemos ensinar ao corpo do macaco como ‘preparar suas defesas” para combater a doença”, afirmou Picker em um comunicado à imprensa. Os pesquisadores ainda estão tentando determinar por que alguns macacos não reagiram à vacina.

Resta saber se uma vacina similar funcionará em humanos. Os pesquisadores já licenciaram a nova tecnologia para a Iniciativa Internacional da Vacina contra a AIDS (IAVI). Picker e a OHSU também são acionistas da TomegaVax Inc., uma empresa que, de acordo com o OregonLive, espera vender a vacina no futuro.

Por Sheila M. Eldred

Nenhum comentário:

Postar um comentário