Follow by Email

Total de visualizações de página

Sou muito humorado. Se bem ou mal, depende da situação...

Em 1989 o HIV invadiu meu organismo e decretou minha morte em vida. Desde então, na minha recusa em morrer antes da hora, muito aconteceu. Abuso de drogas e consequentes caminhadas à beira do abismo, perda de muitos amigos e amigas, tratamentos experimentais e o rótulo de paciente terminal aos 35 quilos de idade. Ao mesmo tempo surgiu o Santo Graal, um coquetel de medicamentos que me mantém até hoje em condições de matar um leão e um tigre por dia, de dar suporte a meus pais que se tornaram idosos nesse tempo todo e de tentar contribuir com a luta contra essa epidemia que está sob controle.



Sob controle do vírus, naturalmente.



Aproveite o blog!!!



Beto Volpe



domingo, 10 de março de 2013

Quem disse que não adianta?

Olhaí, pessoal. Dá certo, sim! Fica um recado para aquelas pessoas que vivem dizendo que isso tudo é inútil, que não adianta nada, que não se mete nessas coisas, que ihhhh lá vem aquele chato... Por favor, saiam do armário do comodismo. Ele é tão cruel quanto a própria exclusão.
E, principalmente, essa nota deixa claro que a luta NUNCA foi contra os evangélicos, como quiseram pintar alguns representantes do povo (sic) e algumas mídias. Tenho vários amigos evangélicos que adotam o amor e a justiça como valores divinos. A luta é contra esses mercadores que deturpam a palavra à sua imagem, semelhança e conveniência.
 
Beto Volpe
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário